Militar que matou assaltante a tiro volta ao serviço na GNR

Thursday, November 12, 2009 17:34

Militar que matou assaltante a tiro volta ao serviço na GNR


O militar da GNR atingido, na tarde de quinta-feira, com dois tiros no ombro esquerdo já passou, pelo posto da Lixa no qual está destacado. O jovem de 26 anos, que também baleou mortalmente um alegado assaltante de carros, não irá ter baixa médica, nem será suspenso de funções pela Guarda.

Aliás, o comandante do Destacamento da GNR de Felgueiras, capitão Babo Nogueira, garantiu ao DN que o militar envolvido no tiroteio de S. Gens, em Freixo de Cima, Amarante, volta ao serviço “já hoje”. “Só vai ser alvo de uma protecção especial. Como tem ferimentos fica a prestar serviço no posto. Não fará patrulha na rua até ser observado pelo médico”, disse.

Nas mesmas condições está o segundo elemento da patrulha que perseguiu Joaquim Silva, o ex–presidiário de 47 anos que acabou por morrer na mesa de operações do Hospital Padre Américo.

O tiroteio de S. Gens será agora alvo da atenção da Inspecção-Geral da Administração Interna. “É normal que assim seja e até é bom para desfazer algumas dúvidas que possam existir”, frisa o comandante do destacamento. Também a PJ está a investigar o caso, sobre o qual elaborará um relatório final. O documento será entregue após o Ministério Público, que decidirá se a morte é julgada em tribunal.

Fonte DN Portugal

You can leave a response, or trackback from your own site.

Leave a Reply